segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

A MAJESTOSA VOLTA DO REI DOS REIS JESUS !!!

O Arrebatamento

                  

                           ARREBATAMENTO


Para todo o Cristão convertido a Cristo o momento mais esperado de todos os dias de sua vida, é sem duvida o dia do Arrebatamento da Igreja. Neste dia todo aquele que recebeu a Jesus Cristo como salvador de sua alma irá encontrar-se com o Senhor nas nuvens, estando liberto para sempre de qualquer tipo de provação, dor, angústia, lágrimas, tristezas, problemas etc...
Uma pesquisa recente da revista U.S. News & World Report descobriu que 61 por cento dos americanos acreditam que Jesus Cristo vai voltar à terra, e 44 por cento acreditam no Arrebatamento da Igreja.[1] O que é o Arrebatamento? Com tamanha certeza popular, por que há tanta confusão interpretativa a respeito desses acontecimentos? A doutrina do Arrebatamento pré-tribulacional é um ensino bíblico importante não apenas por oferecer percepções interessantes sobre o futuro, mas também porque oferece aos crentes motivação para a vida contemporânea.
O termo “arrebatamento” deriva da palavra raptus em latim, que significa “arrebatado rapidamente e com força”. O termo latino raptus equivale a harpazo em grego, traduzido por “arrebatado” em 4.17. Esse evento, descrito aqui e em 1Co 15, refere-se à ocasião em que a igreja do Senhor será arrebatada da terra para encontrar-se com Ele nos ares. O arrebatamento abrange apenas os salvos em Cristo.
Instantes antes do arrebatamento, ao descer Cristo do céu para buscar a sua igreja, ocorrerá a ressurreição dos “que morreram em Cristo” (4.16). Não se trata da mesma ressurreição referida em Ap 20.4, a qual somente ocorrerá depois de Cristo voltar à terra, julgar os ímpios e prender Satanás (Ap 19.11—20.3). A ressurreição de Ap 20.4 
Quem está na igreja mas não abandona o pecado e o mal, sendo assim infiel a Cristo, será deixado aqui, no arrebatamento (ver Mt 25.1 nota; Lc 12.45 nota). Os tais ficarão neste mundo e farão parte da igreja apóstata (ver Ap 17.1 nota; ver o estudo O PERÍODO DO ANTICRISTO), sujeitos à ira de Deus.
Depois do arrebatamento, virá o Dia do Senhor, um tempo de sofrimento e ira sobre os ímpios (5.2-10; ver 5.2 nota). Seguir-se-á a segunda fase da vinda de Cristo, quando, então, Ele virá para julgar os ímpios e reinar sobre a terra

O ensino do Arrebatamento é mais claramente apresentado em 1 Tessalonicenses 4.13-18. Nessa passagem Paulo informa seus leitores de que os crentes que estiverem vivos por ocasião do Arrebatamento serão reunidos aos que morreram em Cristo antes deles. No versículo 17 a palavra "arrebatados" traduz a palavra grega harpazo, que significa "dominar por meio de força" ou "capturar". Essa palavra é usada 14 vezes no Novo Testamento Grego de várias maneiras diferentes.
Ocasionalmente o Novo Testamento usa harpazo com o sentido de "roubar", "arrastar" ou "carregar para longe" (Mateus 12.29; João 10.12). Também pode ser usada com o sentido de "levar embora com uso de força" (João 6.15; 10.28-29; Atos 23.10; Judas 23). No entanto, para nossos propósitos, um terceiro uso é mais significativo. Diz respeito ao Espírito Santo levando alguém de um lugar para outro. Encontramos esse uso em quatro ocorrências (Atos 8.39; 2 Coríntios 12.2, 4; 1 Tessalonicenses 4.17; Apocalipse 12.5).
Um acontecimento iminente é aquele que está sempre "pairando acima de alguém, constantemente prestes a vir sobre ou a alcançar alguém; próximo quanto à sua ocorrência" (The Oxford English Dictionary, 1901, V. 66). Assim, a iminência traz consigo o sentido de que algo pode acontecer a qualquer momento. Outras coisas podemacontecer antes do evento iminente, mas nada precisa acontecer antes que ele aconteça. Se alguma coisa precisa acontecer antes de determinado evento ocorrer, tal evento não é iminente. Em outras palavras, a necessidade de que algo ocorra antes destrói o conceito de iminência.
O que é arrebatamento?
No sentido original da palavra significa: arrancar, levar, tirar por força ou violência, mostra rapidez, urgência.
Conforme vimos no estudo sobre Sinais Da Vinda De Cristo a humanidade está para passar por um período de Grande Tribulação, assunto este que iremos tratar com mais especificação no próximo capítulo, mas Cristo Jesus querendo livrar aqueles que aceitaram a sua palavra irá arrebatá-los deste mundo antes que qualquer mal lhes aconteça, por isso a palavra arrebatamento, pois se fará necessário grande urgência, não perder tempo, o mundo estará em grandes apuros, na verdade Deus quer que estejamos em lugar seguro neste tempo, e não há lugar mais seguro do que estar ao lado do Senhor, João 17:24. E esta é a promessa de Cristo através do Apóstolo Paulo, livrar os seus escolhidos da grande tribulação ira futura I Tes 1:10, assim como Deus arrebatou a Enoque livrando-o da tribulação antes do dilúvio, e ao profeta Elias antes do cativeiro Babilônico II Rs 2:11, Rm 13:11, Tg 5:8, Deus irá livrar a igreja da tribulação, que também é chamada de ira futura, e a única maneira de livrar a igreja deste tempo terrível, é tirando-a deste mundo antes que a tribulação aconteça.

Milhares de pessoas por toda a parte estão sendo despertadas para esse fato solene e bendito, e ainda que os "escarnecedores" dos últimos tempos estejam perguntando: "Onde está a promessa da Sua vinda?" (2 Pe 3:4) e o mau servo diga no seu coração: "O meu Senhor tarde virá" (Mt 24:48), mesmo assim "O que há de vir virá, e não tardará" (Hb 10:37)" O Filho do homem há de vir à hora em que não penseis" (Mt 24:44).
No espírito do povo de Deus, por todo o mundo, há uma convicção crescente e certíssima - convicção baseada nas verdades da Palavra divina - de que a história da Igreja na terra está prestes a findar; e que o Senhor Jesus está para vir para levar a Sua noiva para a casa do Pai.
Ficarás na terra para descobrir que os salvos (talvez muitos amigos e parentes) têm sido arrebatados para o céu sem ti? Para te dar conta de que não fizeste caso do último aviso que o Espírito te deu; que ouviste em descrença a última pregação do Evangelho e recusaste a última chamada de misericórdia? Isso, certamente, seria por demais solene e triste. Mas não menos triste há de ser para o teu corpo ficar debaixo da terra, na tua fria e negra sepultura, enquanto os mil anos de bênção milenar forem transcorrendo, e depois dos quais toda a terra será cheia da Sua glória (Sl 72: 19) e oPríncipe da Paz há de ter "o Seu domínio... de um mar até outro mar e desde o rio às extremidades da terra (Zc 9:10). Oh, sim, perder tudo isso seria para ti uma perda atroz! Mas lembrate-te de que depois disso tens que enfrentar a eternidade! Serás ressuscitado dos mortos pela voz do Filho de Deus (Jo 5:28-29). O solene julgamento perante o grande trono branco seguirá então. De toda a palavra vã, da história de cada dia, terás de dar conta; e, como Deus é verdadeiro, a tua sentença será certamente uma eternidade no lago de fogo! Não penses nisso com leviandade. A porta ainda está aberta. Jesus ainda te convida. O Seu povo aqui está. Mas solenemente te avisamos do perigo que corres, e sinceramente te rogamos que fujas para o refúgio enquanto ainda há lugar. OSenhor Jesus pode vir até mesmo antes de acabares de ler este artigo! Sê, pois, sincero. Prostra-te aos Seus pés e confessa perante Ele a tua pecaminosa condição. Ele te receberá, abençoará e salvará agora mesmo. Bendito Salvador!

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

o Fim do Tempos estás Preparado para a Volta de Jesus?


"Sabeis distinguir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos?"
Mt 16,4
A mensagem do Juízo Final é apelo à conversão enquanto Deus ainda dá aos homens "o tempo favoravél, o tempo da salvação" (2Cor 6,20). O Juízo final inspira o santo temor de Deus.



O evolucionismo conduz aos atos mais abomináveis. Li, por exemplo:
Desde o início de 2007 é permitida na Grã-Bretanha a formação de embriões mistos com células humanas e de animais. Agora, os pesquisadores poderão inserir DNA humano em um óvulo de suínos ou de gado, do qual tenha sido retirado antes o código genético original”.[3]
Se não existe Deus e Criador, mas apenas a evolução, o homem não é responsável diante de ninguém, o que leva à degeneração radical. Nessa situação, toda moral será logo lançada fora, para que o barco siga seu rumo.
4. Nos tempos finais, a ira de Deus atingirá a terra a partir do céu. Com isso, chegamos aos juízos que são descritos no Apocalipse. Tudo indica que o Espírito Santo relacionou o texto de Romanos 1.18 ao Apocalipse, ou seja, aos acontecimentos dos tempos finais. Certamente não é por acaso que no Apocalipse Deus é exaltado e louvado como Criador do mesmo modo como na Epístola aos Romanos: “dizendo, em grande voz: Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas” (Apocalipse 14.7). “Os outros homens, aqueles que não foram mortos por esses flagelos, não se arrependeram das obras das suas mãos, deixando de adorar os demônios e os ídolos de ouro, de prata, de cobre, de pedra e de pau, que nem podem ver, nem ouvir, nem andar; nem ainda se arrependeram dos seus assassínios, nem das suas feitiçarias, nem da sua prostituição, nem dos seus furtos” (Apocalipse 9.20-21). Nesses dois versículos há duas referências à falta de arrependimentoa) Os homens não se arrependeram da falsa adoração, atrás da qual estão os demônios (v. 20). Os demônios têm por objetivo afastar os homens de Deus e oferecer-lhes alternativas, por exemplo, aadoração da matéria (evolução): Romanos 1 ensina que a ira de Deus virá sobre os homens porque eles adorarão a criatura no lugar do Criador. Na evolução, a criatura é exaltada como deus-criador. Portanto, a matéria é mais honrada que seu Criador. Por exemplo, lemos constantemente na mídia que “a evolução criou algo maravilhoso”. Atrás disso há claras influências demoníacas. A teoria da evolução, que se tornou popular e tem aceitação praticamente geral, leva ao afastamento radical de Deus, o que, por sua vez, provoca a ira de Deus do céu. No Apocalipse, essa ira de Deus a ser derramada sobre a humanidade é descrita com maiores detalhes. Confirma-se que Deus envia esses juízos porque a matéria é considerada mais elevada que seu Criador. Por isso, os homens daquele tempo são seriamente exortados a temer a Deus e a dar-Lhe glória: “Vi outro anjo voando pelo meio do céu, tendo um evangelho eterno para pregar aos que se assentam sobre a terra, e a cada nação, e tribo, e língua, e povo, dizendo, em grande voz: Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas” (Apocalipse 14.6-7). Em minha opinião, “...é chegada a hora do seu juízo”, não significa que o juízo se dará apenas naquele momento, mas que a afirmação se refere a todo o Apocalipse. O “evangelho eterno” anuncia a Deus como o Criador, o que pode ser lido do início ao fim da Bíblia. Tudo foi criado por Ele! Pelo fato da humanidade não o crer mais, ela será julgada e exortada a retornar a essa verdade. Os homens, porém, não estão dispostos a desmanchar sua estrutura de teorias e a dar honra a Deus, razão porque não se arrependem.
As palavras “...das obras das suas mãos”, referem-se ao materialismo, relacionadas com ídolos de ouro, de prata, de cobre, de pedra e de pau. Todas essas são coisas que Deus criou, mas os homens as utilizam mal, com objetivos egoístas, para se engrandecerem e para adorá-las.
Na categoria de “feitiçarias” se enquadram também as seitas orientais, o esoterismo, a yoga, a meditação transcendental, o xamanismo.
O dinheiro (materialismo) tem um poder terrível e pode ocupar rapidamente o lugar de DeusSe, além do seu significado literal, aplicássemos esses dois versículos aos nossos dias, de forma espiritualizada, poderíamos comparar esses “montes e rochedos” com o ex-vice-presidente americano Al Gore, que recentemente recebeu o prêmio Nobel da Paz pelos seus esforços em favor da preservação do meio ambiente:
“Paz, com a mãe-terra!”, ele exclama. “Arrependam-se!”, é a sua mensagem. Ele quer salvar a humanidade como um todo e acentua que o mundo está ameaçado de sofrer um “holocausto ecológico” e que as mudanças climáticas são “a questão moral, ética, espiritual e política mais importante de todos os tempos” para o ser humano...
Assim falam os criadores de religiões aos seus discípulos. Uma sociedade envolta no bem-estar, cansada da civilização, ouve com verdadeira voluptuosidade a mensagem da ameaça do fim do mundo... pois, conforme Gore, “as evidências de uma ‘Noite dos Cristais’ ecológica são tão claras como o barulho das vitrines quebradas em Berlim”. Seus rastros ecológicos correspondem ao tamanho das pegadas de King Kong”.[6]
Al Gore transforma as mudanças climáticas e a evolução numa nova religião.
Esse homem está transformando as mudanças climáticas e a evolução em uma nova religião, comparando-a espertamente com a Noite dos Cristais e o Holocausto. Entretanto, em meio a tudo isso, ele deixa de lado a Deus e Seu Evangelho. A respeito de Al Gore, uma revista cristã comentou:
Ele tenta extrair vantagens de um debate em que os grupos cristãos são cada vez mais apresentados como atrasados. Ele não ataca os cristãos diretamente, mas fala num só fôlego de “fundamentalistas cristãos e islâmicos”. Se crermos nos porta-vozes dos ateus, o bom senso na ação política é ameaçado principalmente pela religião. Gore utiliza esse raciocínio, não de maneira ofensiva, mas mesmo assim de modo bem claro... Tudo o que a terra precisaria, seria “a razão fria, calculista, apaixonada”. Nos debates encalorados sobre o aquecimento global, cujo manipulador e aproveitador se chama Al Gore, sente-se pouco de razão fria... Gore é um especialista no trato com a opinião pública. Ele sabe que o ponto culminante dos debates sobre religião, razão e política ainda está por vir”.[3]
Através de todos esses acontecimentos, vemos que as mudanças climáticas servem a um poder anticristão, à união das nações é à “paz”. O cristianismo é rejeitado, a razão é colocada em destaque e a evolução é elevada acima do Evangelho de Jesus Cristo. Acontece exatamente o que está predito no primeiro capítulo da Epístola aos Romanos: a conseqüência será a intervenção de Deus a partir do céu.

O que realmente necessitamos?

A grande sedução, que avança sobre nós nestes dias, consiste em se achar que os problemas deste mundo poderão ser resolvidos através de um programa humano. Mas, isso não é possível! Recordando o que dissemos no início deste artigo: não necessitamos da fé em um programa, mas precisamos crer numa Pessoa, cujo nome é Jesus Cristo. A Epístola aos Hebreus testemunha a respeito dEle: “Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas” (Hebreus 1.3). 





 Ouvimos falar do fim dos tempos em diversas formas. Há textos que falam do fim dos tempos no Antigo Testamento, principalmente nos profetas, nos Evangelhos, nas cartas de Paulo e de Pedro e o livro de Apocalipse. Se pegarmos estes textos soltos e costurá-los ficaria semelhante ao uma colcha de retalhos que pode ser montada em diversas formas.
Existem diversas teorias sobre a ordem dos fatos apocalípticos, mas qual seria a verdadeira ou mais bíblica? Por isso preferi estudar baseado nas palavras do próprio Senhor Jesus. Afinal Ele é quem voltará, não os profetas, Paulo ou Pedro. E a partir das palavras do Senhor Jesus podemos então posteriormente somar as palavras de outros escritores bíblicos, que trazem informações importantíssimas, contudo sem uma ordem clara estabelecida pelo texto.
Interessante notar que os evangelhos trazem o discurso de Jesus sobre o fim e em todas as descrições Jesus apresenta a mesma ordem de fatos. Se você abrir a Bíblia nos três evangelhos que trazem as palavras de Jesus sobre Sua volta, vai perceber a clareza dos acontecimentos se desdobrando até o fim. Pode conferir:

Qual seria a ordem dos fatos apocalípticos?
Vamos refletir sobre a ordem dos fatos estabelecida por Jesus em Mateus 24 25 dispondo em um quatro:
Acontecimento
Fatos Importantes
Versículo

Sinais 

do Fim
- Surgimento de falsos cristos;
- Guerras e rumores de Guerras;
- Fomes e terremotos;
 Mateus 24
-v. 5
-v.6
-v.7
Princípio
das Dores
- Perseguição aos crentes;
- Escândalos e ódio;
- Falsos profetas;
- Frieza no amor;
- Necessidade de perseverança;
- O Evangelho pregado em toda a terra;
-v.9
-v.10
-v.11
-v.12
-v.13
-v.14
Tribulação
- O anticristo no lugar santo;
- Fuga dos cristãos;
-Tempo abreviado por causa dos eleitos;
- Falsos cristos e falsos profetas realizando sinais e maravilhas;
- Falsos anúncios da volta de Jesus;
-v.15
-v.16-20
-v.21,22

-v.23,24

- v.25,26
Volta de
Jesus
- Será rápida como o relâmpago e reunirá todas as pessoas;
- Será após a tribulação e seguida de sinais nos céus;
-Todas as nações verão;
- O arrebatamento dos fiéis;
- A certeza do cumprimento de muitos dos fatos citados naquela época e no futuro;
- Surpreenderá a muitos porque ninguém sabe o dia e a hora;
- v.28,29

-v.29

-v.30
v.31
-v. 32-35


-v. 36-51
Juízo
 final
- A necessidade de estar sempre preparado para ‘as bodas do cordeiro’
(Parábola das dez virgens);
- Precisamos esperar o nosso Senhor e prestar contas do que ele nos deu
(Parábola dos talentos);
- O Senhor reunirá todas as nações da terra e separará os seus servos à sua direita e outros à esquerda e os julgará;
Mateus 25

-v.1-13

-v.14-28


-v. 31-46



































Uma coisa é Certa: JESUS VOLTARÁ!

O importante é estar preparado!
Acontece às vezes uma pessoa imaginosa querer predizer o tempo exato do fim de todas as coisas. Alguns ficam preocupados, observando ansiosamente o resultado dessa profecia. Ao passar o tempo sem que coisa alguma tenha acontecido, essas pessoas deixam escapar um suspiro de alívio e voltam à mesma rotina e hábitos de sempre. Cada crise e profecia não cumprida de destruição tem o efeito de endurecer o pecador em sua incredulidade. Como os homens que ouviram o menino gritar: "Lobo, lobo!" o mundo aprendeu a tomar mesmo o super colossal como se fosse um acontecimento cotidiano.
É, então, de admirar que o homem tenha deixado de notar os muitos sinais que Deus colocou ao longo da estrada da vida, para no lembrar de que nos estamos aproximando do fim da rebelião do homem contra seu Criador? Cristo Deu muitos sinais para nos advertir da catástrofe impendente, a fim de que não sejamos arrebatados pelos acontecimentos que prenunciam o fim deste mundo.
Prepara-te! Jesus está voltando.
Deus usa uma imagem sexual para descrever nosso desejo de nos "prostituirmos" atrás das mais recentes modas religiosas, de acreditar em feitiçarias, de nos juntarmos ao mundo. O que é obviamente bruxaria, idolatria, carnal, falso, ou demoníaco destacado é prontamente aceito, contanto que seja popular. "Ministérios" estão aparecendo para alimentar nossa luxúria de sermos "legais" e estarmos na "moda". Será que nós reconhecemos quão intenso é o desejo que está dentro de nós de "viajar" nas excitações espirituais? Deus tem alguns coisas a dizer a este respeito.

MENSAGENS
EVANGÉLICAS
Ministério Toque no Altar - Deus do Impossível

Deus irá te fazer Mais que
Vencedor em CRISTO!