quinta-feira, 24 de julho de 2014


Graviola

graviola  é conhecida por ser uma fruta saborosa, comum na culinária e nas casas brasileiras. É típica da América Central e foi trazida ao Brasil, onde se reproduz com maior facilidade em climas frios ou amenos, embora cresça em qualquer tipo de solo e seja bastante presente na região Nordeste.
Seu consumo inicialmente era apenas alimentício, porém, estudos foram comprovando aos poucos suaspropriedades medicinais, sendo utilizada dessa maneira não só no Brasil, mas em outros países do Mercosul.
A árvore que dá origem a essa fruta pode alcançar até 5 metros de altura, com folhas verdes, brilhantes e com flores amareladas. Os frutos não têm proporções definidas, de formato oval, casca verde e branco e suculento por dentro, seu sabor é quase indefinido, sendo um pouco ácido, doce e leitoso ao mesmo tempo e a sua safra é anual. Sua composição química é rica em carboidratos, vitamina C, B1 e B2, anonacina (presente na casca), e compostos fitoquímicos e bioativos. Entretanto o uso medicinal não se restringe a fruta, o chá de suas folhas é utilizado para tratamentode doenças como insônia e diabetes, suas sementes servem para alívio de dores estomacais e suas cascas e raízes, que são fontes de substâncias benéficas, ainda estão em estudos sobre sua utilização medicinal.

A graviola pode ser utilizada no tratamento de

Seu uso é tão benéfico para tratar doenças distintas, graças à presença da vitamina C, que combate os radicais livres, protegendo as células saudáveis do corpo. Testes em animais comprovaram que o seu chá combate as células cancerígenas, porém nada se sabe sobre o seu uso em humanos. Estudos vêm procurando comprovar seus benefícios anticancerígenos, para auxiliar no tratamento de pacientes dependentes de quimioterapia e outros processos que agridem o corpo dos enfermos.
A graviola é uma fruta, também conhecida como jaca do Pará ou jaca de pobre, utilizada como fonte de fibras e vitaminas, sendo o seu consumo recomendado em casos de prisão de ventre, diabetes e obesidade.
A fruta possui um formato oval, com a casca na cor verde-escuro e coberta de “espinhos”. A parte interna é formada por uma polpa branca com o sabor levemente adocicado e um pouco ácido, sendo utilizada na preparação de vitaminas e sobremesas.
O seu nome científico é Annona muricata L. e pode ser comprada em mercados e lojas de produtos naturais.

Para que serve a graviola

A graviola serve para tratar doenças, como gastrite, úlcera, obesidade, prisão de ventre, diabetes, problemas digestivos, doenças no fígado, hipertensão, depressão, insônia, enxaquecas, gripes , vermes, diarreia e reumatismos.

Propriedades da graviola

As propriedades da graviola incluem a sua ação diurética, sedativa, antiespasmódica, vermífuga, expectorante, adstringente, vitaminizante, anti-inflamatória e antirreumática.

Modo de uso da graviola

A graviola pode ser usada na forma natural, sob forma de chá, sucos e também em cápsulas.
Chá de graviola: Adicionar 10 g de folhas de graviola secas em 1 xícara de água fervente.Tomar 2 a 3 xícaras diariamente após as refeições.

Efeito colateral da graviola

O efeito colateral da graviola é o fato de baixar a pressão arterial.

Contraindicações da graviola

A graviola está contraindicada para indivíduos com caxumba, aftas ou ferimentos na boca, pois sua acidez pode provocar dor. Grávidas e indivíduos com hipotensão também devem evitar o consumo da graviola, pois a fruta pode provocar aborto.




  • JENIPAPO - É indicado na má digestão e nas afecções do fígado e do baço.
  • Nome da fruta: Jenipapo
    Nome científico: Genipa americana L.
    Família botânica: Rubiaceae
    Categoria: Semiácida
    Característiscas da planta: Árvore geralmente com 15 metros de altura. Folhas grandes, lisas. Flores vistosas, de coloração amarela, reunidas em inflorescência.
    Fruto: Tipo baga, globoso ou ovóide. Polpa doce e ácida, suculenta, de aroma forte, que envolve as numerosas sementes.
    Frutificação: Quase o ano todo.
    Propagação: Semente
    jenipapo possui as vitaminas B1B2B5 e C. Mineraiscálcio - 249 mg em 100 gramas ferro.
    O melhor uso do jenipapo é ao natural ou em forma de suco. Do jenipapo também se faz um ótimolicor, encontrado principalmente no Nordeste brasileiro. A quantidade do mineral ferro existente nofruto supre as nossas necessidades diárias se fizermos sempre uso dele.
    O consumo do jenipapo é ótimo no combate à asma e contra osvômitos durante a gravidez, chegando mesmo a eliminá-los.
    O seu suco é utilizado por algumas tribos indígenas brasileiras para enegrecer o rosto e o corpo.
    jenipapeiro traz na sua história uma contradição. Há quem diga se tratar de uma árvore doméstica, raramente encontrada no interior dos matos, uma árvore que “gosta de gente”. E há aqueles que temem sua proximidade, acreditando que a árvore guarda fantasmas, poderosos o bastante para impedir o crescimento dos rebanhos de gado.
    Outros, ainda mais céticos e práticos, têm uma razão diferente para não indicar o plantio dojenipapeiro próximo às casas: quando maduros, os frutos de pouco mais de 10 cm de diâmetro caem do alto dos 15 metros da árvore com força suficiente para destruir telhas ou mesmo atravessar telhados.
    Porém, o jenipapo oferece diversas compensações para esses melefícios eventuais. Além de ser largamente empregado na produção artesanal de xarope para tosse (conhecido no Nordeste pelo nome de “lambedor“) e da crença de que dá energia aos homens e maior poder de atração às mulheres, ojenipapo por si só, maduro ou verde, é muito apreciado pelas populações das regiões onde ocorre. Tanto na Amazônia, de onde é originário, como no Nordeste Centro-Oeste, por onde se espalhou.
    Atualmente o jenipapo está muito difundido, sendo encontrado com frequência por toda a América tropical e em outras regiões do planeta de clima semelhantecultivado ou espontâneo.
    Quando maduro, a polpa do jenipapo, simultaneamente adocicadaazeda, pode ser utilizada em refrescossucosvinhos,vitaminascompotas doces cristalizados. Cozinhando-se ojenipapo e adicionando cachaça mel, obtém-se um saboroso eapreciado licor. A polpa do jenipapo, cortada em pedaços e amassada, misturada com açúcar e deixada por algumas horasresfriando em geladeira, transforma-se na famosa jenipapada. Afruta também é comida diretamente com açúcar ou frita na manteiga e condimentada com açúcar ecanela.
    Quando verde, no entanto, o fruto tem uso bem distinto. A polpaoferece um líquido a princípio transparente que, em contato com o ar, oxida-se e ganha uma coloração entre azul-escura e preta, tornando-se uma boa tinta. Essa tinta era utilizada pelos índiosdesde antes da chegada dos europeus na América, para fazerpinturas corporais e para adornar objetos em geral. No corpo, só desaparece depois de uma semana ou mais, espontaneamente. Namadeira, é praticamente irremovível. O nome jenipapo originou-se justamente dessa sua qualidade, derivando do tupi-guaraninhandipab” ou “jandipab“, que significa “fruto que serve para pintar“.
    jenipapeiro, da família das Rubiáceas, ainda oferece madeira brancafina, de fácil manejo a faca e apropriada para esculturas tornos. A fruta, de fácil colheita farta durante quase todos os meses do ano, embora encontrada pelas feiras do Norte e Nordeste e utilizada artesanalmente na produção de tintas, não é produzida em escala comercial.
    Maduro e enrugado
    Pode-se reconhecer que o fruto do jenipapeiro está maduro por sua consistência coloração. O jenipapo torna-se mais agradável para o consumo ao natural quando amadurece amolece no ; sua casca enruga-se e adquire uma coloração avermelhada ouamarelada, diferente da cinzenta áspera do fruto verde.
    Medicina popular, indicações para o jenipapo
    Xarope de jenipapo contra bronquite
    Cortar 3 jenipapos “de vez” em pedaços, adicionar um limão-galego com casca em pedaços e 2 litros de água. Deixar cozinhar por aproximadamente 40 minutos, deixar esfriar e adicionar mel. Adultos, ingerir uma colher (sopa) de 2 a 3 vezes por dia. Crianças, uma colher (chá) de 1 a 3 vezes por dia.
    Suco de jenipapo afrodisíaco
    Bater no liquidificador jenipapos, uma colher (chá) de Tribulus terrestris, uma colher (chá) de mel, adicionar água. Ingerir o conteúdo em seguida, 1 vez por dia.
    Vômitos da gravidez e asma
    Cozinhar o suco do jenipapo até que fique reduzido à metade. Tomar morno uma colher (sopa) a cada 2 horas.
    Anemia
    Ingerir um copo do suco do jenipapo várias vezes durante o dia. Se quiser pode adoçar com meladode cana.
    Enterite crônica
    Tomar o suco de jenipapo adoçado com mel, um copo várias vezes por dia.
    Elefantíase
    Suco natural do jenipapo, tomar 200 ml, 4 vezes durante o dia.
    Fontes: Livro As 50 Frutas e seus Benefícios Medicinais e  Frutas Brasil Frutas

Nenhum comentário:

Postar um comentário