sábado, 15 de dezembro de 2012



É tão forte o sentimento do indivíduo que carrega o ódio ou a mágoa, que o deixa constantemente em alerta, com a cabeça pensando nisso ou naquilo, justificando a sua razão, isto é, o motivo pelo qual precisa de outra pessoa para revelar a sua insatisfação.
Incrível! Ela precisa desabafar com alguém o que ela não consegue arrancar sozinha. E o que ela espera ouvir?
Uma afirmação daquilo que ela pensa. Enfim, não resolve nada.
A fé é algo que sobe bem rápido e vai como se fosse um foguete, mas que também desce da mesma forma como sobe.
O sentimento sobe como um balão vai subindo e, em apenas alguns minutos, já está bem lá no alto. Ele não desce. Ele fica, e fica, e fica e fica... Ele se mantém, ou sobe mais ainda, isto vai depender da forma que a pessoa o alimenta.
Ainda que você tenha consciência de que aquilo é ruim, como arrancá-lo?
1 – Um dos primeiros motivos pelos quais você não consegue controlar-se é porque você se faz de vítima. E quem se faz de vítima, usa sentimento. Pode um sentimento arrancar outro sentimento, se ambos são frágeis? Não tem como você ter sucesso na vida tendo sentimento. Você tem que usar a lógica da fé inteligente, que te faz analisar toda a situação;
2 – Você tem que ver que você mesma tem falhas e comete erros, assim como qualquer ser humano, porque você é uma alma. E a outra pessoa também é uma alma;
3 – Você deve avaliar o seu próprio estado. Olha o inferno que você permitiu-se entrar, por meio de agressões verbais ou físicas. Você não tem mais paz. Você vive com um nó na garganta. Tristeza. Sem esperança da vida e etc. Você deixa aquele mal ter mais sucesso do que propriamente você;
Então como faço?
Odeie não o indivíduo, mas o que lhe faz mal e se alojou dentro de você. Quando você odeia se fazer de vítima, quando você odeia a sua dependência dos demais para ser feliz, então, sabe quem passa a ter controle? Tudo depende de você! Ou você empurra esse sentimento para baixo, até ficar no chão ou você é que vai estar no chão da amargura.


Liberte seu irmão! Ofereça a ele perdão e uma nova chance: 
Há uma tribo africana que tem um costume muito bonito.
Quando alguém faz algo prejudicial e errado, eles levam a pessoa para o centro da aldeia, e toda a tribo vem e o rodeia. Durante dois dias, eles vão dizer ao homem todas as coisas boas... que ele já fez.
A tribo acredita que cada ser humano vem ao mundo como um ser bom, cada um de nós desejando segurança, amor, paz, felicidade.
Mas às vezes, na busca dessas coisas, as pessoas cometem erros. A comunidade enxerga aqueles erros como um grito de socorro.
Eles se unem então para erguê-lo, para reconectá-lo com sua verdadeira natureza, para lembrá-lo quem ele realmente é, até que ele se lembre totalmente da verdade da qual ele tinha se desconectado temporariamente:"Eu sou bom".

Sawabona Shikoba!
SAWABONA, é um cumprimento usado na África do Sul e quer dizer: 
"EU TE RESPEITO, EU TE VALORIZO, VOCÊ É IMPORTANTE PRA MIM".

Em resposta as pessoas dizem SHIKOBA,que é: 
"ENTÃO, EU EXISTO PRA VOCÊ".

A maior oferta de Amor! E quantas vezes falamos desse Amor a tantas pessoas e elas rejeitam? Preferem imagens de barro que não falam e se quebram, e não querem o D'us vivo, o Único e Verdadeiro D'us? Vemos tanta maldade e destruição, ódio e matança, os frutos da carne sendo alastrados de forma absurda. Como deve olhar Jesus para tudo isso? Quando pensamos em quantas vezes somos egoístas e mesquinhos, nós que nos dizemos cristãos, que muitas vezes deixamos a nossa velha natureza predominar, não nos sentiremos envergonhados diante do nosso Salvador? Que possamos refletir nisto e falar mais do amor de Jesus ao nosso semelhante a partir de hoje. Que a Paz de Cristo, que excede todo entendimento, esteja contigo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário