sexta-feira, 12 de junho de 2015

Tire as suas Dúvidas quanto a sua Paternidade:

Tire suas dúvidas sobre os tipos sanguineos e suas combinações

Neste artigo abordamos as Tipagens Sanguíneas. Temos percebido a carência de informações dos leitores a respeito deste assunto, gerando por consequência muitas perguntas em nosso formspring. Deste modo, respondemos a todas as dúvidas, para que os leitores que ainda tenham dúvida possam saná-las. A seguir mostramos apenas as combinações possíveis e impossíveis de acontecer.
Mãe (A+) + Pai (A+) = Filho (O+)
POSSÍVEL. Pode ocorrer sim, desde que o pai e a mãe sejam heterozigotos (Aa), ou seja, os dois tenham o gen para O Rh positivo.
Mãe (O+) + Pai (O+) = Filho (A+)
IMPOSSÍVEL. O tipo sangüíneo do filho deve ser confirmado ou confirmar o de seus pais, pois a combinação de duas pessoas com o tipo sangüíneo O só pode resultar em indivíduos do tipo O.
Mãe (O+) + Pai (B+) = Filho (A+)
IMPOSSÍVEL. As possibilidades dessa combinação são filhos do tipo “B” ou “O” e “B” dependendo se a pessoa é homozigota ou heterozigota em relação ao tipo sanguineo “B”.
Mãe (A+) + Pai (B-) = Filho (O + / -)
POSSÍVEL. Em termos genéticos, tipo A e B, são de fato A e O e B e O, sendo que ao se formar os gametas (óvulo e espermatozóide) podem ocorrer o encontro de O e O e desse modo a criança terá o tipo O.
Mãe (A+) + Pai (O+) = Filho (B+)
IMPOSSÍVEL. Se a tipagem sanguínea estiver correta, as possibilidades é deste casal ter um filho do tipo A ou O.
Mãe (O+) + Pai (O+) = Filho (A+)
IMPOSSÍVEL. É necessária uma confirmação do tipo sanguíneo do casal e do filho, pois pais com sangue O só podem gerar filhos também O. Nestes casos A e B são impossíveis. No entanto, é importante alertar que podem acontecer erros na tipagem sangüínea.
Veja na tabela abaixo de fácil compreensão todas as combinações possíveis.
Em casos extremamente raros, acontece um fenômeno chamado de Fenótipo Bombaim, na qual pessoas que possuem ”A”, “B”, ou “AB”  expressam o grupo sanguíneo “O”. Saiba mais sobre o Fenótipo Bombaim aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário