terça-feira, 17 de junho de 2014


A conversão de um fotógrafo.

  Através da aparição do Senhor Jesus numa fotografia por ele tirada
Agora vos conto sobre a foto da igreja apedrejada no interior da 
cidade de Uruguaiana, estado do RioGrande do Sul, na década de
sessenta, onde o padre sempre perseguia por meio de alguns rapazes
perversos a igreja de Cristo partindo os vidros das janelas, mas um 
dia o Padre sabendo que os crentes no dia seguinte tinham festa de mocidade,
chamou os rapazes perversos e combinaram uma perseguição de Grande proporção,
e quando no dia seguinte, era a festa, os rapazes chegaram, eram mais de dez
rapazes todos com armas nas mãos a fim de liquidar com os Evangélicos, mas
primeiro o Pastor chamou um fotógrafo para fotografar a festa e depois sim eles
podiam fazer o que queriam, isso se Jesus lhes desse a permissão de fazer, mas para
surpresa de todos, eles não conseguiram fazer nada, antes, alguns daqueles rapazes
se converteram a Jesus, e o Padre tornou-se um amigo dos Evangélicos depois 
daquela data, e tendo o fotógrafo revelado a foto chamou o Pastor assustado 
por aquilo que tinha visto na foto e disse: Pastor eu estou emocionado com isto que 
vejo, está um braço comprido com uma manga comprida, branca, e uma mão perfeita
e também um rosto com olhos, cabelos e barba comprida na foto, que está acontecendo
Pastor? E este por sua vez disse: Este é Jesus, amigo, que sempre está conosco, ele 
nos protege do maligno, e por fim, este fotógrafo também ele se salvou e muitas pessoas 
depois se salvaram com este ou por meio deste acontecimento.

A referida história com a relativa fotografia a recebemos do irmão 
Valdemar Emilio Vieira residente no Brasil e membro de uma Igreja 
das Assembleias de Deus brasileiras.

Sendo uma história edificante, quisemos vos fazer participantes dela 
colocando neste nosso site também a fotografia em questão,
assim também vós a podeis ver. Talvez ao primeiro impacto pensareis
não ver nada, olhai-a várias vezes fixando-a com muita atenção ao
centro e notareis um braço esquerdo levantado, com a manga branca, 
e a mão. Em baixo vê-se parte da veste brancaO rosto se entrevê.

Pelo que nos escreveu o referido irmão, a fotografia é uma fotocópia
que não ficou muito bem, está muito velha (isto se o pode ver de maneira evidente),
e é uma foto que foi reproduzida muitas vezes.

A transcrição da história a deixámos assim como nos chegou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário